Dicas

Bad Beat: ou você lida com ela, ou saia do jogo!

“Eu estava nuts e bateu o último out no river. Perdi um pote enorme. Que raiva!” – Quem nunca reclamou de uma bad beat?

Antes de qualquer coisa, você sabe o que de fato é uma bad beat?

O termo é comumente utilizado no poker, mas apostadores também podem passar por bad runs nas apostas esportivas (o significado é praticamente o mesmo).

banner 300x250

No contexto do poker, a bad beat é uma situação em que um jogador tem uma mão favorita e perde para outro jogador com uma mão mais fraca.

O ponto onde muitos jogadores erram ao achar que levaram uma bad beat é não considerar a força relativa de uma mão.

Por exemplo: no poker, a mão AK tem 70% de chance contra AQ. Já um par de 22 é favorito em 55% contra AK (45%).

A bad beat de fato é considerada quando um jogador tem menos de 15% de chance de vencer uma mão no pré flop. Por exemplo, par de AA (81%) x 22(19%) não pode ser considerada uma bad beat caso o 2 apareça no board.

banner 300x250

Já a mão AA x J3 sim, no caso de J3 vencer a mão, já que as chances são pouco menores do que 10%.

Outro erro comum que jogadores cometem (inclusive alguns mais experientes) é o de achar que as bad beats acontecem muito mais nos jogos online do que live.

E isso não é verdade. Estatisticamente, a frequência é a mesma. A diferença é que no poker online, jogamos muito mais mãos por hora do que no poker live.

Por isso, a probabilidade de sofrer mais bead beats é muito maior!

Bad beat e o tilt

Mesa de poker com cartas e fichas em cima da mesa

Se um jogador está tomando as melhores decisões, mas mesmo assim passa por um período de downswing com muitas bead beats, pode entrar em tilt.

O tilt é um estado emocional que desequilibra o player, impedindo-o de tomar as melhores decisões. Ou seja, o jogador passa a jogar com a emoção, e não com a razão.

Jogadores devem evitar a todo custo entrar em tilt. Claro que isso não é fácil de se fazer. Afinal, estamos lidando com emoções humanas.

Nem sempre um jogador vai conseguir manter o controle. Por isso, a melhor saída é deixar a mesa e dar um tempo até que volte ao seu estado normal.

É sempre importante lembrar que o principal objetivo no poker é tomar as melhores decisões, terminem elas bem ou não.

Poker é um jogo de habilidade, mas existe o fator variância, e como não é possível ter controle sobre ela, tiltar só levará a perdas consecutivas.

Lidar bem com as bad beats é o que diferencia os bons jogadores. Mas não é um processo fácil, definitivamente. É preciso exercitar bastante o psicológico e estar preparado.

Como evitar o tilt ao sofrer consecutivas bad beats?

Bad Beat: Mulher aparenta estar com dor de cabeça, esta com a mão na testa e olhos fechados

A primeira coisa que todo jogador precisa entender sobre as bad beats é que se elas existem, é porque outros jogadores estão cometendo erros.

E o lucro no poker vem justamente dos erros cometidos por outros jogadores.

Concorda que não existisse variância no jogo e todos tomassem sempre a melhor decisão, não haveria oscilação e nem lucro no jogo? Seria impossível ganhar dinheiro dessa forma.

Se você levou uma bad beat, é porque provavelmente tomou a decisão correta, mas foi punido pelo baralho.

Como dissemos, a variância existe e é alta. Por isso, as bad beats vão existir sempre!

A boa notícia é que existem algumas formas de contornar o tilt causado pela bad beat. Acompanhe abaixo!

3 Dicas para evitar o tilt causado pela bad beat

Jogue sempre um bankroll saudável

Um dos pontos mais importantes para evitar o tilt com as bad beats é controlar bem a sua banca. Ter uma boa gestão de banca é fundamental para evoluir no jogo e não quebrar.

Além disso, ao definir os seus buy-ins, não sofrerá com uma grande variação em cash games ou torneios, caso ela aconteça. Além disso, seu dinheiro do jogo nunca deve ser misturado com o pessoal. Separe as duas coisas!

A gestão utilizada geralmente por jogadores de torneio é de 100 vezes o buy-in. Ou seja, se você jogará torneios ou sit n goes de 1 dólar, tenha 100 dólares na banca.

Já para cash game, uma gestão de 20 a 30 buy-ins já é considerada saudável.

Claro que tudo isso pode mudar de acordo com as modalidades que você joga e o seu perfil.

Embora seja recomendado ter 100 vezes o buy in para torneios, caso você jogue modalidades com maior variância (como os hyper), não é nada mal ter de 200 a 300 buy ins em banca.

O baralho não odeia você

Mulher arremessando cartas de baralho no ar

Lembre-se sempre de que o baralho não tem nada contra você. E você não é o único injustiçado no meio de um torneio.

No fundo, não importa se você levar uma bad beat, contanto que tenha tomado a melhor decisão para aquela situação.

Mesmo que o outro jogador tenha feito algo estúpido e ainda assim ganhou o pote, não se esqueça do que dissemos: seu lucro vem daí!

Além disso, nem todos os jogadores estão preocupados em tomar a melhor decisão. Muitos deles só estão na mesa por diversão.

Afinal, a maioria é recreativa. Você sabia que as estatísticas apontam que apenas 3% dos jogadores no mundo ganham dinheiro com o poker?

Reconheça se você não está em um bom dia

Jogar poker não requer apenas a habilidade matemática, mas também psicológica. Você precisa estar inteiro em uma mesa para tomar as melhores decisões.

Jogar com sono, chateado, cansado ou com raiva só fará você perder dinheiro.

Se você está ansioso ou angustiado por algum motivo, reconheça que não é o melhor momento para jogar.

Simplesmente evite jogar nesses dias! O jogo nunca para. Todo dia é dia de poker. Portanto, não se preocupe. Simplesmente saia da mesa e retorno no dia seguinte quando você estiver se sentindo melhor!

Você já levou muitas bad beats? Como você lida com essas situações? Deixe nos comentários abaixo e compartilhe esse post em suas redes sociais!

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button