Poker

A arte de blefar no poker – Parte 1

Sem o blefe, o poker não seria o mesmo. Uma das melhores sensações que um jogador pode ter é blefar e ser bem sucedido, levando um grande pote com uma mão pior do que a do oponente.

E se você é do tipo de pessoa que acha que poker significa apenas blefar, está muito enganado. Saiba que o jogo é muito mais do que isso. E blefar não é tão simples como você imagina.

Saber contar uma história convincente e que faça sentido para aquela jogada em questão está entre as maiores habilidades que um jogador pode ter.

A mídia sempre mostra os grandes blefes de filmes e até dos maiores torneios do mundo, como o BSOP que acontece no Brasil e a World Series of Poker, a “Copa do Mundo” do poker. A sensação transmitida é que é fácil blefar, mas acredite, não é como parece.

Saber contar essa história pode fazer uma grande diferença no jogo, mesmo no poker online, onde não é possível mostrar a “poker face” para o adversário.

A questão é: quando blefar? Como? Contra que tipo de jogador e em quais situações? Descubra a seguir!

Quando é a hora certa de blefar?

blefar

Entenda que nem sempre o seu blefe vai passar, especialmente contra jogadores iniciantes que não entendem a dinâmica do jogo.

Se você está jogando contra outra pessoa que paga todas as apostas sem sequer pensar no que você pode estar segurando na mão, simplesmente não faça o blefe. Isso é jogar dinheiro fora.

Para você entender melhor, vamos entender a seguir os níveis de pensamento do jogo de poker:

  • No nível 1 de pensamento, o jogador só consegue ver as próprias cartas que possui na mão. Ele não pensa no que você pode ter e nem como a combinação da mesa interfere nas jogadas. Ou seja, contra esse jogador, você nunca vai querer blefar em excesso;
  • No nível 2 de pensamento, o jogador olha para as próprias cartas e imagina o que você pode ter na mão;
  • Já no nível 3, o jogador olha o que tem nas mãos, imagina o que você pode ter, e pensa sobre o que você imagina que ele possa ter. Aqui, já começamos a entrar em um metagame mais aprofundado;
  • E no nível 4, temos o jogador que não só olha o que tem e pensa no que você tem, como também imagina o que você pensa, que ele pensa que você pode ter. É contra esse nível de jogador que você deve elaborar muito bem o seu blefe.

O nível de pensamento não para no 4o estágio. Na verdade, não existe um fim para isso, o que torna o jogo tão complicado.

Então, nunca devo usar o blefe contra um jogador iniciante?

blefar

Devemos evitar usar termos como “nunca” e “sempre” no poker, pois tudo depende da situação e de como uma mão foi jogada. 

Pensando em termos de probabilidades, todos os jogadores na mesa teriam as mesmas chances de vencer o jogo se tivessem as mesmas habilidades e nunca blefassem. Por isso, o blefe é um componente tão importante do poker.

Você não deve começar uma rodada já com a intenção de fazer um blefe, mas sim começar a pensar nessa possibilidade se você tiver certeza de que a sua mão é pior do que a do oponente e que ele desistiria com uma mão melhor.

Claro que nem sempre é fácil identificar essas oportunidades. Afinal, dominar a arte de blefar é uma das qualidades que faz um jogador ser um bom player.

Entenda o conceito de blockers para blefar

blefar

Para aprimorar suas habilidades de blefar, você deve entender um conceito muito importante que é o das blockers. Ter blockers na mão significa ter cartas que bloqueiam a possibilidade do seu oponente ter o melhor jogo.

Vamos dar um exemplo para você entender: o baralho contém 4 cartas de Ás, certo? O par AA é a melhor mão do poker. Se você receber uma mão como AK (uma das melhores mãos do poker), bloqueia a possibilidade de o seu oponente ter mãos melhores como AA e KK.

Isso porque você já tem uma carta Ás e uma carta K na mão. Ou seja, só existem mais 4 áses no baralho e mais três reis. Com isso, as probabilidades de o oponente segurar qualquer uma dessas duas cartas caem.

Entender esse conceito é fundamental para que você possa contar uma boa história. Por exemplo, imagine um cenário onde na mesa há 3 cartas de copas e 2 cartas de paus.

Sabendo que o flush (5 cartas do mesmo naipe independentemente da sequência) é um dos melhores jogos no poker, eis uma oportunidade para você blefar caso você tenha uma carta de copas na mão, como um Ás ou K de copas. Por quê?

Porque tendo qualquer uma dessas duas cartas, você bloqueia a possibilidade de o seu oponente ter cartas de copas na mão. É impossível que o outro jogador tenha o melhor flush possível, já que o Ás de copas está na sua mão.

Se você souber contar uma boa história, é uma ótima oportunidade para ganhar dinheiro. Jogadores habilidosos conseguem fazer milhares de dólares utilizando bem o conceito de blockers e sabendo contra quem blefar.

Conclusão 

Não se preocupe em sempre tentar forçar uma situação de blefe no jogo se você ainda está começando a aprender o poker.

Blefar não é uma habilidade fácil de ser desenvolvida, mas com muita prática, você aprenderá a identificar os melhores spots.

Além disso, outras habilidades também estão envolvidas, como saber qual jogador pressionar mais e em qual momento do jogo (especialmente os que têm poucas fichas e estão esperando uma eliminação para entrar na zona de premiação), aumentar mais no pré flop e fazer bom uso das fichas quando tiver muitas delas.

Na segunda parte deste conteúdo, traremos mais dicas e insights para você entender como usar a arte do blefe nos seus jogos.

Gostou do conteúdo? Então, deixe o seu comentário abaixo e compartilhe esse post em suas redes sociais!

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button